As Redes Sociais Online como Voz da Comunidade.

Não é de hoje que a comunidade se utiliza das redes sociais online como forma de exprimir suas opiniões e pensamentos sobre assuntos que consideram importantes. É nesse espaço que se unem e lutam contra as injustiças e solicitam esclarecimentos de fatos. Organizações constantemente são bombardeadas por mensagens e protestos dos internautas que querem ser ouvidos.

Um desses casos ocorreu nessa segunda feira (19/11), na Universidade Federal do Amazonas (UFAM), quando acadêmicos encontraram filhotes de gato em situações críticas de saúde. A suspeita é que tenham sido envenenados no domingo. Muitos alunos usaram as redes sociais online para mostrar sua indignação e pedir soluções para que atitudes como essas não sejam repetidas.

De acordo com os relatos de Iara Oliveira, do 4˚período do curso de Engenharia Florestal, os cinco filhotes estavam no Bloco U do mini campus dentro de uma caixa de papelão. Três desses filhotes já estavam sem vida quando encontrados, um deles ainda se locomovia e outro, que estava em um estado mais grave, foi levado para o veterinário por alunos.

Um dos considerados maiores porta vozes da comunidade acadêmica, a personalidade João Guimarães que reúne mais de cinco mil curtidas na página, se pronunciou pelo Facebook criticando, em suas palavras “a crueldade humana”:

Cartaz produzido e utilizado nas redes sociais por alunos da universidade.

Casos de maus tratos de animais dentro da universidade são recorrentes, já que a mesma é cercada de área verde. No ano passado foi destaque em toda a cidade de Manaus o caso da cadela envenenada chamada “Cachaça”, onde um protesto foi realizado no meio do hall do Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais (IFCHS) e que também repercutiu na internet.

Em 2016, a campanha “UFAM, eu cuido!” trouxe ações de sensibilização para com os animais do campus. O trabalho realizado pelo projeto “Desabandone”, nos dias da campanha, deu a 16 gatos e um cão um lar de verdade através da Feira de Adoção Responsável. No ano seguinte, a gestão da Universidade Federal do Amazonas assumiu o compromisso de implantar um Programa de Proteção Permanente aos Animais Domésticos e Silvestres que vivem na área do Campus Universitário, utilizando-se de campanhas de conscientização sobre abandono e maus tratos.

É comum encontrar muitas campanhas nas redes sociais online, logo é necessário que as organizações estejam atentas para essas plataformas identificando a opinião dos públicos, buscando se posicionar para que não haja uma crise de imagem.

Fonte: <https://ufam.edu.br/2013-04-29-19-37-05/arquivo-de-noticias/6041-

campanha-ufam-eu-cuido-encerra-eixo-animais-no-campus-com-acoes-desensibilizacao>.

<https://ufam.edu.br/2013-04-29-19-37-05/arquivo-de-noticias/6666-reuniaodefine-tarefas-para-solucionar-a-questao-dos-animais-no-campus>.